A CULTURA DA MORTE NO OCIDENTE

                                                       Perspectivas

                                             Os vivos e os mortos: O lugar da Morte na Sociedade


 

 Programa

O ciclo aborda algumas noções históricas sobre o fim da vida no Ocidente e a maneira como nossos antepassados o representavam; analisa os espaços destinados aos mortos e as formas estéticas atribuídas a eles e levanta as problemáticas da morte na contemporaneidade.

Está prevista uma visita ao Cemitério da Consolação e o lançamento do livro "O imaginário macabro" (Ed. Alameda), de Juliana Schmitt.

14/03: A morte ontem e hoje

Panorama das concepções da morte no Ocidente a partir de uma perspectiva histórica, levantando algumas de suas representações imagéticas e buscando analisar sua importância nas mais diversas áreas da vida em sociedade, da esfera pública à privada.

Com Juliana Schmitt.

 

16/03: A iconografia funerária no Brasil

A palestra tem por objetivo apresentar os autores que iniciaram os estudos de arte funerária no país, analisar túmulos considerados representativos de cemitérios seculares de pequeno, médio e grande porte e expor ações educativas que contribuem para consolidar os cemitérios como patrimônios culturais a serem preservados.

Com Maria Elizia Borges.

 

21/03: Atividade externa no Cemitério da Consolação

Verdadeiro museu a céu aberto, o Cemitério da Consolação é um local ideal para entendermos o modelo da necrópole urbana a partir do século XIX. O objetivo da visita é conhecer as obras, monumentos e mausoléus mais significativos e verificar a relação entre o espaço dos mortos com a cidade dos vivos.

Com Juliana Schmitt.

 

23/03: Morte com dignidade. Desafio para o século XXI

A morte com dignidade é um desafio para o século XXI. O desenvolvimento da tecnologia e a visão da morte como fracasso da medicina ainda está presente nos hospitais, envolvidas com cura e prolongamento da vida. Distanásia, processo de morrer prolongado, é prática em UTIs, onde pacientes com quadros clínicos irreversíveis são submetidos a medidas intensivas sem benefício.

Com Maria Julia Kovács.

 

28/03: Apresentação do livro "O imaginário macabro"

Resultado de pesquisa de doutorado em Letras, realizada na USP, o livro "O imaginário macabro" investiga as formas de representação do cadáver, presentes em gêneros iconográficos e literários como as Danças Macabras, da Idade Média ao Romantismo.

Com Juliana Schmitt.

 

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

 

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.

centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

 Palestrantes

Juliana Schmitt - Historiadora com especialização em História da Arte pela UEL e doutora em Letras pela USP. Atualmente é pós-doutoranda em Artes, Cultura e Linguagens pela UFJF e professora na Faculdade das Américas - SP. Autora de "Mortes Vitorianas: corpos, luto e vestuário" (Editora Alameda, 2010) e de "O imaginário macabro" (Ed. Alameda, 2018).

Maria Elizia Borges -Doutora em Artes pela USP, historiadora da Arte e especialista em Arte Funerária no Brasil. Docente dos programas de pós-graduação em História na UFG. Possui diversos artigos e livros publicados no país e no exterior sobre a arte funerária brasileira, entre eles "Arte funerária no Brasil (1890-1930) ofício de marmoristas italianos em Ribeirão Preto" (Editora C/ Arte, 2002).

Maria Julia Kovács - Professora Livre Docente do Instituto de Psicologia da USP. Coordenadora do Laboratório de Estudos sobre a Morte. Coordenadora do projeto Falando de Morte, Cuidados Paliativos, Morte na Escola, Morte com Dignidade - filmes didáticos sobre o tema da morte.

Data: 14/03/2018 a 28/03/2018

Dias e Horários: Quartas e Sextas,19h30 às 21h30

*21/3, quarta, das 14h às 18h

As inscrições podem ser feitas a partir de 22 de fevereiro às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar

Bela Vista - São Paulo.




REGISTRO

Curso de Formação em Intervenção  em Luto para Psicólogos e assistentes Sociais da Policia Militar de São Paulo. Abril/2016